30 abril, 2009

E o pior?

O pior de tudo é que as mentiras são como as cerejas... vêm sempre aos pares. Ou três ou quatro no mesmo pezinho. Ou melhor ainda, escolhesse uma, apenas uma, e vêm dois ou três pezinhos com duas ou três cerejas cada. É um sem fim... mas pelo menos as cerejas são doces.

Uma mentira também nunca vem só. Precisa de outra... e outra, e ainda outra, para lhes dar firmeza e credibilidade. Germinam como erva daninha. Acredito até que cheguem a viciar. Escondem.se por trás de valores credíveis, desvalorizando-os pra se mascararem com esses valores.

Prefiro uma verdade por muito amarga que seja à ilusão de uma doce mentira. A mentira nunca vai longe... e enquanto dura, apenas se limita a criar uma ilusão da realidade. E quanto maior é a altura, maior é a queda. Por mim...? Prefiro que não me tirem os pés do chão.

1 comentário:

Sofia disse...

a mentira nunca anda sozinha...infelizmente é uma grande verdade