20 outubro, 2009

Um amor numa caixa!

Mais um serão entre confidências, gargalhadas e nostalgia. Falámos de recordações... de tudo o que cada uma de nós já viveu desde o início do ano... de como a vida muda a cada segundo.
Concluímos que às vezes uma relação resume.se a uma caixa de recordações.
Sim! Eu também tenho uma caixa dessas... onde se resumem quase 4 anos da minha vida... entre prendas, fotografias, bilhetes de cinema, guardanapos de café com desenhos ou dedicatórias improvisadas, velas de aniversário, postais, bilhetes de espectáculos... e outras coisas parvas quase sem sentido...
Quem não tem?
Está num cantinho do meu quarto... porque o passado não mudamos, porque faz parte de mim e do que sou. E porque de vez em quando me lembra que amar alguém também magoa... e de como é bom ficar assim... nesta vidinha morna... sem sal... sem riscos!
.

13 comentários:

Jojozinha disse...

Às vezes é mesmo preciso dar um tempo de tudo e ter uma vidinha assim. Só para nós! :)

мα∂αℓєηα disse...

Também são bons esses momentos sem sal...sem riscos ;)

Sandy disse...

tenho um mimo para ti!

Sophia disse...

Jojozinha,
É bem verdade. E como eu costumo dizer: "Quando não temos o que queremos... temos que dar valor ao que temos!" ;)

Sophia disse...

Madalena,
Eu gosto de correr riscos! =) Mas às vezes sim... estes momentos também nos fazem bem! ;)

Sophia disse...

Sandy,
Obrigada! =)
És uma querida! **

Marco Diaz disse...

eu por exemplo tb tenho uma caixa dessas!!!
mas não tenho la guardados guardanapos nem bilhetes de cinema ou velas, costumo mesmo e usar o meu carro para guardar esse tipo de coisas, mas e mais latas de coca-cola, pacotes de bolachas, restos de pão que sobraram do lanche feito na praia, talões de multibanco com mais de 1 ano, recibos da brisa esse tipo de recordaçoes lolol

Sophia disse...

Sr. Almirante! ;)
Acho que precisas fazer uma limpeza a essa "caixa"! loool

мα∂αℓєηα disse...

Pois...eu tb, mas às vezes são bons estes momentos só p descansar um bocadinho das grandes emoções ;)

Sophia disse...

É verdade Madalena, para recuperar o fôlego para novas e grandes emoções! =)

мα∂αℓєηα disse...

Nem mais ;)

Penélope disse...

Desde há uns tempos para cá que decidi guardar a minha "caixa" de recordações, e passar não guardar recordações. Prefiro as recordações que encontro por acaso, e, depois decido se as mantenho. Porque, por vezes, é preferível não nos lembrarmos de certas coisas ou pessoas, mas também, como disseste, não as podemos apagar das nossas vidas. Assim, prefiro olhar para "esse" tipo de passado, e saber que ele está ali não para eu me lembrar dele, mas sim para não me esquecer de coisas menos más e que posso ter melhor.

Eu sei que está confuso, mas tu compreendes, certo?? ;)

Sophia disse...

Compreendo! ;)
E vejo que no fundo tu acreditas. Tens esperança e és optimista! =)

***