01 fevereiro, 2011

Tantos caminhos...

Podia ter feito a marginal se o motivo fosse ver o mar... mas passei a ponte para o fazer. Ainda que o motivo fosse o pão com chouriço... tenho uma roulote do mesmo dono a caminho de casa. Mas estou aqui onde as estrelas brilham mais, só pelo prazer de conduzir, só pelo sabor do improviso.

Há anos que não fazia isto. Confesso... soube.me pela vida. 
(da ultima vez que o fiz, tenho ideia de ainda receber troco do euro que esticava ao senhor portageiro.)
"Improviso" é agora a palavra de ordem. E só por isso... hoje não me apeteceu chegar a uma casa vazia. 

1 comentário:

Meio Cheio disse...

A isso chama-se viver =)...e é tão perfeito quando o fazemos!
Bom domingo*